Loja do GAP

O Instituto Brasil Soliário e o GAP se uniram para montar a Loja do Gap. Aqui você encontrará artesanato da região e um delicioso lanchinho para viagem, já que a loja fica ao lado da rodoviária de Palmeiras. Todos os recursos arrecadados na Loja são revertidos em ações do GAP. Confira! .

Cultura, Arte e Cidadania

O GAP realiza diversas ações relacionadas à cultura e à arte no município. São aulas de capoeira, dança, oficinas de arte e reciclagem....

Os guerreiros do GAP

Conheça os guerreros que fazem e que fizeram parte desta história.

Carro do GAP

O carro do GAP já é famoso em Palmeiras e auxilia a equipe de reciclagem na sensibilização dos moradores do município.

Lixo e reciclagem

O GAP foi um dos principais precursores da conscientização da população pelo correto destino do lixo. Conheça nossas ações de Reciclagem!

Colabore

Ajude o GAP a manter e ampliar suas atividades de meio ambiente, cultura e cidadania! Descubra como aqui.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Comunicado sobre a cobrança no Parque Natural Municipal do Morro do Pai Inácio

Comunicado
Palmeiras, 15/01/2014.
Pensando no compromisso e na parceria com a comunidade da Chapada Diamantina em especial a cidade de Lençóis (que possui uma maior freqüência de visitas no local, associações, agências de turismo). Em respeito a todos que lutam pela causa de preservação e a todos que apreciam e respeitam estes locais, é que o GAP como ativista de questões ambientais da cidade de Palmeiras sente-se na obrigação de informar e tornar público o nosso papel como prestadores de serviços e a situação atual da implementação da taxa de cobrança para visitação do Parque Natural Municipal do Morro do Pai Inácio.
O Grupo Ambientalista de Palmeiras está ligado diretamente à história do Morro do Pai Inácio, lutando para que sua visitação fosse regulamentada e sua diversidade fosse preservada. Na década de 90, o GAP realizou o monitoramento do Morro de forma voluntária. No ano de 2000, através da ação civil pública (nº 2006.33.08.000808.6081) movida pela comunidade da Chapada Diamantina, o GAP foi designado pelo Ministério Público como guardião e responsável pela preservação do local, permitindo que as contribuições voluntárias oferecidas pelos turistas e visitantes subsidiassem a conservação, administração e monitoramento desse patrimônio. Neste período o trabalho era realizado pelos monitores do GAP, assim como a manutenção dos equipamentos, pagamento do monitores e infra estruturas locais eram realizados com o dinheiro das contribuições. Com objetivo de incrementar essas doações foram realizados diversos acordos com as agências de turismo da cidade de Lençóis no que diz respeito ao incentivo as contribuições e parcerias para manutenção do local, no entanto as contribuições continuavam insuficientes para realizarmos o pagamento dos nossos monitores durante todo o ano.
        Após 11 anos administrando com pouco recurso e cumprindo a liminar que garantiu a preservação do local, o GAP juntamente com a Associação de Condutores de Visitantes da Chapada Diamantina (ACV-CD), intercedeu junto a Prefeitura Municipal de Palmeiras para encontrar uma solução. No ano de 2011 foi homologada a Lei Municipal n° 480 / 2011 que ““Dispõe sobre a instituição, em caráter temporário, a cobrança da Taxa de Serviço Público de Uso Público do Parque Natural Municipal do Morro do Pai Inácio, e dá outras providências.” (em anexo). Assim inicia-se a cobrança da taxa no valor de R$ 5,00 (cinco reais), com objetivo prioritário de proteção ambiental e implementação de estruturas físicas adequadas à visitação no Morro do Pai Inácio. Para realização dessa cobrança e em respeito aos 12 anos de nosso trabalho e dedicação ao Morro, a Prefeitura Municipal de Palmeiras e o GAP firmaram um convênio que viabilizou a cobrança e sua devida prestação de contas e repasse integral a Prefeitura. De acordo com o Convênio (01/2012) temos como funções:  garantir a preservação do local, realizar a cobrança da taxa e dar continuidade ao monitoramento da visitação no local. A responsabilidade sobre a estrutura física (tickets, banheiros, trilha, estrada e receptivo turístico) é exclusivamente da Prefeitura Municipal de Palmeiras assim como todos os requisitos para a efetivação e manutenção do Parque Municipal.
Ressaltamos que a responsabilidade da confecção dos tickets é exclusivamente da Prefeitura e que esta vem atrasando sistematicamente desde o início da cobrança da taxa, ocasionando uma situação desconfortável para o nosso Grupo. Nossos monitores vem sendo acusados de forma caluniosa de embolsarem o valor da taxa sem oferecer ou destacar o ticket ao visitante. Assim gostaríamos de divulgar que nunca houve este tipo de atitude por parte dos nossos monitores e a não entrega do ticket somente ocorre quando a prefeitura não confecciona os ticket, fato comum desde a criação da cobrança da taxa. As funções do GAP designadas pelo CONVÊNIO vem sendo executadas de forma organizada e íntegra, estabelecendo o controle de visitantes em livros ata colocados no local, orientando a visitação para a manutenção da conservação e realizando a venda e contagem de tickets, assim como a prestação de contas, relatórios e o repasse integral dos recursos (com tickets e sem tickets) a Prefeitura. Diversos ofícios e relatórios de trabalho mensais já foram enviados a Prefeitura relatando as necessidades (catraca de contagem, segurança no local, infraestrutura e etc) e problemas encontrados no Parque. Além disso o GAP é presença constante nas reuniões do COMTURMA onde vem expondo também essas necessidades e auxiliando na busca por soluções.
            Vale reafirmar que o GAP nunca trabalhou a partir de interesses lucrativos e foi quem viabilizou todas as benfeitorias existentes no local (banheiro, estrada, ponto de apoio e manutenção da trilha).
            Assim descrito, nós do GAP, representantes da sociedade civil organizada, sentimo-nos no dever de informar à toda comunidade, que os recursos provenientes da cobrança da taxa de visitação do Morro do Pai Inácio, iniciada no mês de julho de 2012 até a presente data é repassado mensalmente e integralmente para a Prefeitura de Palmeiras e gerenciado pela Prefeitura através do Conselho de Turismo e Meio Ambiente do Município - COMTURMA. Salientamos ainda, que entendemos que o processo da administração pública é burocrático e lento, porém já se passaram um ano e meio e ninguém observou nenhum retorno em benefícios ao Morro do Pai Inácio desde efetivação da cobrança.
             Em reunião com o conselho no mês de novembro de 2013, o prefeito de Palmeiras, afirmou que será prioridade da sua gestão as adequações que viabilizem a visitação e a realização da prática do ecoturismo neste local.
 A administração do GAP e coordenação deste monitoramento afirmam mais uma vez prezar pela gestão participativa com caminhos para a relação harmoniosa entre o uso público e a conservação natural.  Desde que assumiu esta incumbência, o GAP procurou atender aos distintos interesses relacionados ao Pai Inácio de forma democrática, responsável e coerente.
           Esperamos ter esclarecido alguns pontos referente às questões do Parque Natural Municipal do Morro do Pai Inácio. E para que possamos melhorar nossa comunicação estamos à disposição para esclarecimentos de possíveis duvidas, reclamações e sugestões através do e-mail yaragap@yahoo.com.br e joasgap@yahoo.com.br e pelo telefone (75) 3332-2202. O GAP agradece a atenção e conta com o apoio de todos para que juntos efetivemos verdadeiramente este Parque que é o símbolo da Chapada Diamantina.
Saudações ambientalistas!

GAP - Associação Grupo Ambientalista de Palmeiras
                                      
Joás Brandão – Diretor Geral

Yara Pereira Gonçalves - Coordenação Voluntária do Morro do Pai Inácio ( 2000 – 2012) / Coordenadora Geral de Projetos do GAP


Valéria Penchel Araújo – Voluntária e representante do GAP no COMTURMA / Elaboração de Projetos

sábado, 29 de junho de 2013

GAP no Aprovado - Rede Globo Bahia

video


Também disponível no YouTube: http://www.youtube.com/watch?v=CkQDFr_X5eU

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Lixo Nosso


Projeto Lixo Nosso de Todo Dia

Parceria: Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Data de início (mês/ano): janeiro de 2009
Data de término (mês/ano): dezembro de 2009


O Projeto Lixo Nosso de Todo Dia possibilitou um sensível avanço nas atividades de coleta seletiva de lixo no município de Palmeiras. Neste projeto, foram realizadas sensibilização e educação ambiental “de porta em porta”, por meio de carro de som do GAP, por programa de rádio, panfletos, banner, oficinas de educação ambiental e oficinas de reciclagem nas escolas. O Projeto também estruturou o GAP com carrinhos de coleta, com uma prensa hidráulica e uma balança para facilitar a venda dos materiais recicláveis coletados, além de facilitar a formação de cooperativa de catadores dentro da instituição.
O trabalho realizado pela equipe do GAP foi de educação ambiental nas escolas e nas casas, implantação da coleta seletiva no município de Palmeiras e infra-estruturação de um galpão para a prensa dos resíduos sólidos recicláveis.
Este projeto continua acontecendo no município, ainda que sem apoio financeiro de parceiros, sendo o GAP responsável pela coleta seletiva e por atividades de educação ambiental. O material coletado, após separado, prensado e pesado, é vendido a atravessadores de Feira de Santana – BA, e representa uma importante complementação de renda para os associados.
O IBS - Instituto Brasil Solidário tem prestado, desde o ano de 2012, apoio às atividades de coleta seletiva do GAP. Descubra mais na página "Nossos Parceiros".

quinta-feira, 14 de março de 2013

O carnaval que poucos veêm...















sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Construção do Galpão do Horto

A equipe do GAP iniciou hoje o mutirão para construção do Galpão do Horto. Financiado pelo Projeto Ponto de Cultura, da Secretaria da Cultura do Estado da Bahia, o Galpão será um espaço muito importante para realização das atividades educacionais e culturais do GAP.







Não deixe de vir conhecer esta importante conquista do GAP e participe das atividades que acontecerão por aqui!

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Arborização das ruas de Palmeiras








Aconteceu hoje no município de Palmeiras, onde está localizada a sede do GAP, um mutirão em parceria com os brigadistas contratados pelo ICMBio para arborização das ruas do centro. Foram plantadas cerca de 20 mudas das árvores Subauma, Murta, Espalhada, Acácias, entre outras.







As Ruas Carlos Torres, a Rua de acesso ao Rio Preto, a Rua do Renério e a Rua de acesso ao Eldorado foram algumas das ruas de Palmeiras que receberam mudas.




Cerca de 6 brigadistas ajudaram, além da equipe do GAP. As cercas protetoras de madeira foram oferecidas pelo Instituto Brasil Solidário - IBS, importante parceiro do GAP. 

Estima-se que em menos de 5 anos estas árvores já estejam grandes e fortes, fazendo mais sombra e enfeitando Palmeiras.

Ajude o GAP a preservar e cultivar as árvores de Palmeiras! Participe!

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Oficina de Reciclagem: fazendo um jogo de Damas

A 1a aula de reciclagem oferecida pelo GAP dentro das ações do Ponto de Cultura aconteceu hoje na sede da ong em Palmeiras e contou com a presença de xxx crianças e jovens.


O professor XXX ensinou os alunos a montar um tabuleiro utilizando papelão e tinta, e a fazer das tampinhas de garrafas as peças do jogo.

Ao final da aula, todos aprenderam a jogar e praticaram com seus colegas.

Fique atento às próximas oficinas do GAP e realize sua inscrição com XXX ou XXX!